Aplicação para mestrado ou doutorado nos Estados Unidos

Tendo servido durante muitos anos no comitê de seleção de alunos de pós-graduação de um Departamento de Física nos Estados Unidos, compartilho aqui algumas sugestões para uma boa aplicação.

A competição é alta, mas vale a pena tentar. Dependendo da área a aceitação é acompanhada de auxílio financeiro. Estudantes da área de Física aceitos na nossa universidade (Oklahoma State University), por exemplo, têm suporte financeiro garantido na forma de “Teaching Assistantship” ou “Research Assistantship” (veja o artigo “O que é Assistantship?”).

Qual a fórmula de uma aplicação bem sucedida?

Os documentos mais importantes para a aplicação são:

  • Histórico escolar (“transcripts”)
  • TOEFL/IELTS
  • Cartas de recomendação
  • “Statement of purpose”
  • Currículo
  • GRE

Nem todos os documentos são obrigatórios. O mais importante é ler com atenção as instruções do programa para o qual você está aplicando (veja o exemplo), mas abaixo seguem algumas observações para ajudar a melhorar a sua aplicação.

Histórico escolar

As notas variam conforme o país e sistema educacional e a comparação é feita, na medida do possível, com dados históricos de aplicações de um mesmo país. O importante é ter notas boas nas matérias relevantes (ciências), particularmente nos últimos anos. Deficiências no histórico podem ser explicadas no “statement of purpose” ou compensadas através de uma boa performance em testes padronizados com o GRE.

TOEFL/IELTS

A importância desses testes tem crescido nos últimos tempos por causa de novos requerimentos mínimos de inglês para o emprego de “Teaching Assistants” na sala de aula. Esse tópico foi discutido em um artigo anterior (veja o artigo “O inglês no processo de seleção de uma faculdade nos EUA”).

Cartas de recomendação

Cartas de recomendação são bastante importantes e em geral devem ser enviadas diretamente ao programa de pós-graduação pelos professores ou submetidas por eles no sistema eletrônico de aplicação. Busque pessoas de formação acadêmica (professores ou empregadores) que possam dar uma opinião positiva sobre a sua formação e experiência. Os melhores são atuais orientadores e professores de cursos recentes nos quais sua performance foi boa.

GRE

O GRE (“Graduate Record Examination”) nem sempre é obrigatório, mas como em geral a maioria dos estudantes apresenta o GRE, o candidato que não apresentá-lo pode ficar em desvantagem no processo de seleção, principalmente se não houver outros elementos de destaque na aplicação (como um bom currículo, TOEFL e histórico escolar). No nosso departamento poucos candidatos apresentam o GRE em Física (“GRE subject test”), o que indica que uma nota boa nesse teste pode ser um diferencial, principalmente para compensar um histórico deficiente.

Currículo

O currículo é importante quando o candidato já tem algumas publicações ou atividades profissionais que indiquem uma maior probabilidade de sucesso no programa de pós-graduação. Prêmios e experiência em pesquisa também devem ser listados.

“Statement of purpose”

O “statement of purpose” é importante para que o candidato deixe claro seu interesse no programa de graduação, enfatize realizações acadêmicas e profissionais e esclareça deficiências em seu histórico. Em geral muitos candidatos desperdiçam essa oportunidade usando clichês típicos encontrados em exemplos na internet (e.g., “Desde jovem, sempre me interessei por ciência…”). Eu, quando leio um “statement of purpose”, busca respostas para questões simples, como: Por que o candidato escolheu nosso departamento? Será que seus interesses se alinham com as áreas de pesquisa ativas no departamento? Qual o motivo do candidato estar mudando de programa de pós-graduação?

Contribuiu para este artigo: Stefanie Menusso.

Anúncios

Sobre Eduardo Yukihara

Pesquisador | Professor | Autor
Galeria | Esse post foi publicado em Carreira profissional e marcado , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Aplicação para mestrado ou doutorado nos Estados Unidos

  1. Olá Prof. Eduardo Yukihara, mais uma vez parabéns pela bela iniciativa do blog. Uma enorme oportunidade em trocar experiências, tanto no sentido vertical com outros estudantes quanto no sentido horizontal com professores e pesquisadores : fantástico. E é justamente por isso, me senti na liberdade de fazer uma sugestão.

    Especialmente sobre este post, talvez eu possa contribuir futuramente na construção de um post semelhante, entretanto, o país de destino é a França e a aplicação se restringe ao mestrado.

    Quando eu digo futuramente, é porque no momento minha inscrição na universidade ainda não foi confirmada, o processo ainda está em andamento. Como agosto é mês de férias por aqui, ainda estou aguardando as confirmações. Porém, se tudo ocorrer bem, acredito que posso colaborar com o blog acrescentando minha experiência na aplicação do mestrado em terras francesas. Acredito que atualmente temos um grande fluxo de estudantes nessa direção, talvez a minha experiência possa ajudar outros.

    Obviamente, minha experiência não será na visão de um dos responsáveis em avaliar aplicações na pós-graduação como a do Senhor, mas sim de um estudante e se ela puder ajudar outros, terei um enorme prazer em dividir com os seus leitores.
    Caso isso interesse ao blog, farei a explicação da minha situação de como/porque vim parar na França.

    Meu email: arthurfb@gmail.com
    Atenciosamente.
    Um abraço.
    Arthur Brandão.

    Curtir

    • Arthur, há espaço sim para compartilhar experiências como a sua, principalmente porque não temos contribuições da Europa. Espero que dê tudo certo no seu processo!

      Curtir

      • Muito obrigado Prof. Eduardo.

        Assumirei o compromisso então, e assim que eu avançar na parte administrativa do programa e estiver matriculado, organizarei um texto semelhante ao post, mas desta vez, relatando minha experiência aqui na França.

        Só mais um detalhe, eu acreditei que fosse receber um aviso no meu email que você tinha comentado sobre o meu comentário. Mas isso não ocorreu. Normalmente eu deveria receber, não?

        Forte abraço.

        Curtir

      • Arthur,

        Acho que antes era automático, mas agora você tem que clicar na opção embaixo da caixa de comentário para receber os updates dos comentários… Acho que é isso, mas não tenho certeza absoluta.

        Abraços!

        Curtir

Dê também a sua contribuição ou sugestão.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s