Fundação Alexander von Humboldt: Oportunidades de pesquisa na Alemanha

Através de um comentário de Marco Mello, autor do blog “Sobrevivendo na Ciência“, no artigo “Dicas para pós-graduação na Alemanha“, tomei conhecimento das oportunidades de pesquisa na Alemanha oferecidas pela Fundação Alexander von Humboldt. Decidi submeter uma aplicação e hoje sou Fellow da Fundação. Gostaria, portanto, de compartilhar minhas informações e experiências sobre essa oportunidade de pesquisa na Alemanha.

Brandenburg Tor, Berlin

Brandenburg Tor, Berlin

A Fundação Alexander von Humboldt oferece vários programas de bolsas (fellowships) e auxílios de pesquisa (awards) para pesquisadores destacados de todas as disciplinas que queiram fazer pesquisa e estabelecer colaboração com grupos na Alemanha. (Uma lista completa dos tipos de auxílio pode ser encontrada neste link.) De acordo com as estatísticas da Fundação, em 2013 foram concedidos 759 bolsas e auxílios (confira as estatísticas aqui).

Como encontrar a oportunidade correta

No site principal da Fundação, sob o título “Sponsorship”, o candidato encontra facilmente as oportunidades disponíveis informando sua posição atual (e.g., young professional, postdoc, assistant professor, associate professor ou full professor), se tem ou não doutorado e o ano em que completou o doutorado. Essa ferramenta pode ser acessada diretamente através deste link.

Os programas de “Pós-doutorado” e “Pesquisador Experiente”

De maior importância para estudantes e profissionais brasileiros são provavelmente os programas de “Pós-doutorado” e “Pesquisador Experiente”. A descrição completa desses programas pode ser encontrada no site da Fundação. No momento encontra-se em vigência um acordo entre a CAPES e a Fundação (veja edital aqui). Brasileiros que atuam no Brasil (cujo center of life é o Brasil) devem, portanto, aplicar para as bolsas de Pós-doutorado e Pesquisador Experiente través da CAPES usando o link:

É importante notar que pesquisadores brasileiros com centro de vida em outro país (como foi o meu caso, que tenho carreira estabelecida nos EUA) podem aplicar diretamente pela Fundação. No entanto, recomendo contatar a Fundação para pedir esclarecimento (info@avh.de).

Para as bolsas de Pós-doutorado exige-se que o candidato tenha completado o doutorado no máximo há 4 anos da data de submissão da aplicação. As bolsas podem ter duração de 6 até 24 meses.

Para as bolsas para Pesquisador Experiente exige-se que o candidato tenha completado doutorado no máximo há 12 anos da data de submissão da aplicação. O programa pode ter duração total de 6 a 18 meses e ser dividido em até 3 visitas, cada uma de no mínimo 3 meses, dentro de um período máximo de 3 anos. De acordo com as instruções de submissão, o candidato deve demonstrar um perfil próprio e independente de pesquisa.

Os candidatos devem escolher um pesquisador anfitrião (host) na Alemanha e serem aceitos por ele. Os detalhes do programa de pesquisa e o período de permanência na Alemanha devem ser acordados com o anfitrião antes da submissão do projeto de pesquisa.

A aplicação

A aplicação é relativamente simples e os formulários podem ser encontrados nos links mencionados acima.

Em linhas gerais, o candidato deve preencher um formulário de aplicação e apresentar o diploma, um plano de pesquisa, currículo e uma lista das principais publicações. O candidato deve também fornecer o nome de três pessoas para serem contatadas pela Fundação para referência. Pede-se também ao anfitrião o preenchimento de um formulário.

Conhecimento de alemão é exigido apenas quando necessário para a realização do projeto. Nos outros casos, conhecimento de inglês é em geral suficiente.

O processo de seleção

As aplicações são avaliadas por revisores externos e as decisões finais são tomadas em reuniões que acontecem 3 vezes por ano.

É interessante que, segundo a Fundação, os candidatos são selecionados apenas de acordo com suas qualificações. Não existem quotas para países ou disciplinas. As bolsas são dadas ao candidato, não ao projeto de pesquisa. Critérios usados são, entre outros, a performance acadêmica, qualidade das publicações, qualidade do plano de pesquisa e potencial futuro do candidato. (Consulte as instruções dos programas para detalhes específicos.)

Benefícios

Além de um auxílio mensal de 2650 Euros para pós-doutorado e 3150 Euros para pesquisadores experientes (dados da data de publicação deste artigo), a Fundação oferece ainda auxílios adicionais para instalação, deslocamento, obtenção de seguro saúde e subsídios para dependentes, entre outros.

A Fundação mostra sempre uma preocupação grande com o bem-estar e a experiência dos bolsistas na Alemanha, organizando eventos como o encontro de integração (Network meeting), o encontro anual e uma viagem de estudo (study tour) de duas semanas pela Alemanha, visitando várias regiões e institutos.

Curso de Alemão

A Fundação oferece também a oportunidade de aprender alemão, mesmo quando a língua não é necessária para a realização do projeto de pesquisa. Os candidatos selecionados podem optar por fazer um curso de alemão intensivo de 2 a 4 meses antes do início da bolsa.

Durante esse período, que não faz parte do período total da bolsa (e portanto não conta com o auxílio da bolsa), os candidatos selecionados recebem uma ajuda de custo, atualmente de 610 Euros, e hospedagem (organizada pelas escolas de alemão).

Esse curso intensivo é bastante útil e eficaz. Com conhecimento prévio básico da língua é possível após quatro meses de curso intensivo resolver problemas simples do dia-a-dia e, com empenho, até mesmo atingir um nível de conversação razoável. Recomendamos aproveitar essa oportunidade ao máximo, se possível preparando-se previamente e fazendo uso dos quatro meses oferecidos. Uma vez começada a pesquisa é muito difícil fazer progresso na língua, mesmo com aulas à noite.

Oportunidades para depois da bolsa

Outro benefício importante é que a Fundação busca manter e apoiar a colaboração dos bolsistas com instituições alemãs, mesmo após o período da bolsa. Ex-bolsistas podem aplicar para visitas curtas à Alemanha de até 30 dias ou visitas de pesquisa de até 3 meses, em geral a cada 3 anos. Outras formas de apoio também estão disponíveis, incluindo para os ex-bolsistas receberem pesquisadores da Alemanha.

Outras informações

Apresentamos neste artigo apenas informações muito resumidas para dar uma ideia das oportunidades oferecidas pela Fundação Humboldt. Perguntas específicas sobre os programas devem obviamente ser direcionadas à CAPES e à Fundação Alexander von Humboldt. Consulte os sites principais, citados ao longo do artigo, para maiores informações. Os principais links são:

O nome de atuais bolsistas por país e área de atuação podem ser encontrados neste link:

Abaixo está também o site do Club Humboldt do Brasil:

Se você já foi bolsista da Fundação Alexander von Humboldt (ou está fazendo o processo de aplicação), compartilhe suas dicas através de comentários.

Anúncios

Sobre Eduardo Yukihara

Pesquisador | Professor | Autor
Galeria | Esse post foi publicado em Bolsas de estudo e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Fundação Alexander von Humboldt: Oportunidades de pesquisa na Alemanha

  1. Marco disse:

    Republicou isso em Sobrevivendo na Ciênciae comentado:
    Um excelente post de um colega humboldtiano, explicando várias questões relacionadas a fazer postdoc ou sabático na Alemanha pela Alexander von Humboldt Stiftung.

    Curtir

  2. Marco disse:

    Eduardo, tudo bem? Colocamos no ar o novo site do Clube Humboldt do Brasil: http://clubehumboldtbrasil.org. Um abraço!

    Curtir

Dê também a sua contribuição ou sugestão.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s