Uso consistente e preciso da terminologia

Os termos usados para descrever as incertezas podem variar na literatura, mas o ISO/IEC Guide 98-3 define os termos mais importantes, como por exemplo experimental standard deviation, experimental standard deviation of the mean, combined standard uncertainty, expanded uncertainty, coverage factor, repeatability, reproducibility, etc. Alguns termos se originam das seguinte referências:

  • ISO/IEC, ISO/IEC Guide 99: International vocabulary of metrology – Basic and general concepts and associated terms (VIM). (International Organization for Standardization, Geneva, 2007).
  • INMETRO VIM 2008: Vocabulário Internacional de Metrologia: Conceitos Fundamentais e Gerais e Termos Associados (VIM 2008), 1a Edição Brasileira (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial: Rio de Janeiro, 2009). (http://www.inmetro.gov.br/infotec/publicacoes/VIM_2310.pdf)

Seguir essas convenções diminui a chance do trabalho ser criticado por causa do uso incorreto dos termos.

Como ilustração, repetimos abaixo a definição de alguns termos mais usados, traduzidos do ISO/IEC Guide 98-3 ou diretamente do INMETRO VIM 2008 (entre aspas).

  • Accuracy (acurácia ou exatidão). “Grau de concordância entre um valor medido e um valor verdadeiro de um mensurando.”
  • Combined standard measurement uncertainty (incerteza padrão combinada). “Incerteza padrão obtida ao se utilizarem incertezas padrão individuais associadas às grandezas de entrada em um modelo de medição.”
  • Coverage factor (fator de abrangência).Número maior do que um pelo qual uma incerteza padrão combinada é multiplicada para se obter uma incerteza de medição expandida.”
  • Error of measurement (erro de medição). “Diferença entre o valor medido de uma grandeza e um valor de referência.”
  • Expanded uncertainty (incerteza de medição expandida). “Produto de uma incerteza padrão combinada por um fator maior do que o número um.” Esse fator maior do que um é o fator de abrangência.
  • Experimental standard deviation (desvio padrão experimental) de uma série de n medidas do mesmo mensurando é a quantidade s(qk) que caracteriza a dispersão dos resultados, dado pela fórmula:

no qual  é  a média aritmética dos n resultados j considerados.

  • Experimental standard deviation of the mean (desvio padrão da média experimental). Estimativa do desvio padrão (standard deviation) da distribuição de resultados de , dada por:

  • Measurand (mensurando). “Grandeza que se pretende medir.”
  • Relative error (erro relativo). Erro da medida dividido pelo valor verdadeiro do mensurando.
  • Relative standard uncertainty (incerteza padrão relativa). “Incerteza padrão dividida pelo valor absoluto do valor medido.”
  • Repeatability of results of measurements (repetitividade dos resultados de medição). “Precisão de medição sob um conjunto de condições de repetitividade” que compreendem “o mesmo procedimento de medição, os mesmos operadores, o mesmo sistema de medição, as mesmas condições de operação e o mesmo local, assim como medições repetidas no mesmo objeto ou em objetos similares durante um curto período de tempo.”
  • Reproducibility of results of measurements (reprodutibilidade dos resultados de medição). “Precisão de medição conforme um conjunto de condições de reprodutibilidade”, que compreendem “diferentes locais, diferentes operadores, diferentes sistemas de medição e medições repetidas no mesmo objeto ou em objetos similares.
  • Standard uncertainty (incerteza padrão). Incerteza no resultado de uma medida expresso como um desvio padrão.
  • Type A evaluation of uncertainty (Avaliação de incerteza do tipo A). “Avaliação de uma componente da incerteza de medição por uma análise estatística dos valores medidos, obtidos sob condições definidas de medição.”
  • Type B evaluation of uncertainty (Avaliação de incerteza do tipo B). “Avaliação de uma componente da incerteza de medição determinada por meios diferentes daquele adotado para a avaliação da incerteza de medição do Tipo A.”
  • Uncertainty (incerteza de medição). “Parâmetro não negativo que caracteriza a dispersão dos valores atribuídos a um mensurando, com base nas informações utilizadas.”

Se você não está familiarizado com os termos acima, vale a pena obter uma cópia das referências citadas.

Leia também:

Contribuiu para este artigo: Emico Okuno.

Anúncios

Sobre Eduardo Yukihara

Pesquisador | Professor | Autor
Galeria | Esse post foi publicado em Redação científica e marcado , , . Guardar link permanente.

Dê também a sua contribuição ou sugestão.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s