Preparando um pôster para conferência

Na hora de preparar um pôster para conferência, talvez seja útil saber dos critérios usados nas avaliações feitas pelos organizadores.

12A_5508

Como exemplo, em uma das conferências recentes que participei os avaliadores receberam uma ficha de avaliação com as seguintes frases para os avaliadores darem uma nota variando de “discordo fortemente” até “concordo plenamente”:

Conteúdo:

  • A pesquisa é nova e excitante.
  • A motivação do trabalho é explicada.
  • A apresentação da pesquisa é clara.
  • O pôster apresenta detalhes suficientes sobre o método experimental.
  • As conclusões são claras e fundamentadas nos resultados.

Aparência:

  • O pôster não é poluído e é visualmente atrativo.
  • O pôster está bem organizado e é fácil de seguir.
  • Os gráficos e figuras ajudam a apresentação.

Apresentação oral do pôster:

  • A apresentação é clara e bem organizada.
  • O apresentador tem um entendimento profundo do trabalho.
  • O apresentador response bem às questões.

Os items relacionados à aparência e ao conteúdo podem ser particularmente úteis na preparação do pôster. Além desses pontos, convém também considerar no seguinte:

  • Evite usar muito texto. Seja simples e direto.
  • Escolha fontes e tamanhos de gráficos que sejam legíveis mesmo a uma distância maior (~ 2m, talvez?).
Anúncios

Sobre Eduardo Yukihara

Pesquisador | Professor | Autor
Galeria | Esse post foi publicado em Conferências e palestras e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Preparando um pôster para conferência

  1. José Bonomi Barufi disse:

    Olá Eduardo,
    Uma dica legal que eu sempre uso quando vou preparar posters é me posicionar a cerca de 1 m da tela do computador e ajustar o texto (no ppt ou coreldraw) em tamanho 100%. Caso eu esteja conseguindo ler, na hora da impressão, isso terá um tamanho suficiente.
    Na verdade, eu evito usar textos com frases compostas por sujeito+verbo+predicado. Uso palavras ligadas por setas, ou sentenças curtas, interrompidas por traços, dois pontos ou coisas assim.
    outra coisa: em posters, quando a mensagem é curta, eu acho mais pertinente usar letras sem sérifas (arial, calibri, etc) do que aquelas com sérifa (times p ex). Essas últimas são adequadas para leitura de textos contínuos e compridos, já que a sérifa ajuda a conectar as palavras nas frases e num poster o interesse é que apenas textos fundamentais sejam incluídos.
    Parabéns pelo blog, é uma ótima iniciativa. Vale para quaisquer áreas das ciências.
    um abraço

    Curtir

    • Dicas muito boas, principalmente quanto ao uso de frases curtas! Eu acho que concordo com você – ninguém tem paciência para ficar lendo textos longos quando há mais de 100 pôsters para visitar em menos de 3h.

      Curtir

Dê também a sua contribuição ou sugestão.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s