Planejando um trabalho para congresso

Fazer uma apresentação em congresso, na forma de apresentação oral ou de pôster, é importante para o pesquisador divulgar seu trabalho e estabelecer-se na área de pesquisa. No entanto, como você já deve ter notado nas conferências, muitos pesquisadores desperdiçam essa oportunidade, causando uma péssima impressão com apresentações confusas, mal preparadas e de conteúdo inadequado em quantidade (por exemplo, muita informação em pouco tempo) ou qualidade (por exemplo, um problema de pouca relevância para a audiência ou resultados pouco conclusivos).

Apesar do impacto do trabalho depender muito da execução da investigação e da apresentação do trabalho em si, muitas deficiências decorrem de um planejamento inadequado ou ausente. Um exemplo típico é o pesquisador que, quando chega o prazo de submissão do resumo, simplesmente decide que vai escrever um resumo baseado em dados que ainda não obteve, sobre um problema que ainda não resolveu. Desnecessário dizer que os dados acabarão sendo tomados às vésperas da conferência, diminuindo as chances de o trabalho constituir uma contribuição relevante para a comunidade científica.

A situação descrita acima pode ser evitada em grande parte com um bom planejamento. Para isso, aqui estão algumas sugestões.

Escreva um resumo apenas quando já tiver conclusões relevantes. Considere as conferências como um espaço para divulgar trabalhos já em andamento, não como uma desculpa para iniciar um trabalho novo cuja única finalidade é ter algo para apresentar na conferência. No momento de escrever o resumo a ser submetido, a maior parte dos dados já deveria ter sido obtida. (Ou então a investigação está suficientemente avançada a ponto de o pesquisador saber que os dados poderão ser obtidos sem problema.)

Nesse caso, preparar um resumo significa escolher dentre os resultados já disponíveis e questões resolvidas, um problema que seja suficientemente relevante e que tenha conclusões interessantes para o tipo de audiência da conferência.

Para garantir que os trabalhos já estão em andamento, muitas conferências adotam o modelo de “resumo estendido”, que deve conter resultados preliminares. Outras conferências pedem que os participantes submetam materiais suplementares (resultados e conclusões) juntamente com o resumo. Também alguns órgãos de fomento só recebem pedidos de auxílio para participar do congresso cerca de 75 dias antes do evento e com trabalho completo.

Defina o escopo do trabalho apropriadamente. O espaço da conferência é limitado. Apresentações orais têm duração curta (por exemplo, 12 min). Além do mais, quando os trabalhos são publicados em uma edição especial dedicada aos anais da conferência, o número de páginas é também limitado (por exemplo, 4 páginas).

Por isso, é importantíssimo definir o escopo do problema a ser apresentado adequadamente, levando em consideração os limites do tempo de apresentação e de página na publicação final dos anais. Escolha um problema que possa ser apresentado de forma compreensível dentro dos limites disponíveis. Se a apresentação for bem preparada e organizada, em 12 minutos dá para mostrar muitos resultados interessantes obtidos.

Se o problema tratado é ambicioso, o palestrante pode dar uma visão geral do problema e dos principais resultados, deixando detalhes muito específicos para pôster a ser apresentado na mesma conferência.

Considere a relevância do problema para a audiência.  Ao definir o trabalho a ser apresentado em uma conferência é importante ter em mente o perfil dos participantes. O trabalho terá maior impacto se o pesquisador tiver a preocupação de escolher um problema que seja relevante para a audiência.

O nível de detalhes e o enfoque da apresentação também devem levar em conta o tipo de audiência, particularmente na parte introdutória da apresentação. É importante comunicar efetivamente a motivação e a relevância do problema. Se a audiência não conseguir entender a motivação e a relevância, provavelmente também não entenderá a contribuição do pesquisador.

Contribuiu para este artigo: Emico Okuno.

Anúncios

Sobre Eduardo Yukihara

Pesquisador | Professor | Autor
Galeria | Esse post foi publicado em Conferências e palestras e marcado , . Guardar link permanente.

3 respostas para Planejando um trabalho para congresso

  1. Parabéns: Estou muito grata. As dicas foram extremamente úteis. Especialmente para quem realiza pesquisas de ponta sobre fenomenos psicoespirituais, vivenciados em Estados Superiores de Consciencia. Tema abstrato e ainda muito pouco conhecido do público em geral. Estarei palestrando no VIII Congresso Internacional ALUBRAT, de Psicologia Transpessoal, em Lisboa, no dia 06/10/12.

    Curtir

  2. lu disse:

    Como faço pra mandar o trabalho para ser avaliado e aceito em congresso?

    Curtir

Dê também a sua contribuição ou sugestão.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s